2021

M E T A N Ó I A

Trabalho feito na Vila Anglo com a assistência do mestre Zito. São Paulo, Novembro / 2020

Venho buscando dentro de mim a criança que fui ontem. Percebo que nessa busca acesso camadas de alegria, comunhão e leveza.

 

Ocupar cada espaço livre dentro da gente com alento tem sido minha maior busca e projeto coletivo.

Pedi a pessoas que me acompanham e à esse emaranhado que chamamos de rede social que me enviassem fotos destes momentos afetivos. Recebi registros de aniversários, brincadeiras com primos, irmãs, irmãos, festas de parentes, a primeira festa à fantasia, o primeiro brinquedo, reuniões no colégio e tantos outros momentos que resgatam o que temos de mais potente dentro de nós: memória afetiva. 

 

Levar esses momentos e histórias aos muros é levar afeto coletivo, é construir possibilidades imagéticas baseadas no amor, pois é necessário ir além das inúmeras representações que não nos representam. Nesta construção marcamos uma nova possibilidade imagética, combustível e caminhada para as próximas gerações para quando eu for antigamente.