top of page

MOSTRA POÉTICAS DO AGORA

Por Goethe-Institut Rio de Janeiro


Obras de 19 artistas do cenário carioca

Alberto Pereira participará com três obras da série "Pele de Rua" da exposição coletiva Poéticas do Agora.


Em colaboração inédita, o Centro Cultural Justiça Federal - CCJF, o Consulado Geral da França e o Goethe-Institut Rio de Janeiro, no âmbito da cooperação cultural franco-alemã #JuntesnaCultura, uniram suas forças para criar um evento significativo para o circuito das artes visuais: o Edital de Residência Casa Europa, que culminará na Mostra Poéticas do Agora, com abertura marcada para o próximo dia 27 de janeiro, às 15h.


A chamada pública recebeu mais de 200 inscrições de artistas visuais atuantes no estado do Rio de Janeiro. Três deles foram contemplados com bolsas de residência: Guilhermina Augusti, Loren Minzú e Tainan Cabral. Ao longo dos últimos meses de 2023, o grupo desenvolveu projetos inéditos nos ateliês instalados na Casa Europa, prédio que abriga o Consulado da França, o Consulado da Alemanha, entre outras instituições, no Centro.


Outros 16 artistas foram selecionados para participar, com os 3 residentes, da mostra que apresentará os resultados do projeto e será realizada nas galerias do CCJF: Alberto Pereira, Anderson Felipe, Bianca Madruga, Bruno Lyfe, Bruno Magliari, Frank Baniwa, Guilhermina Augusti, Jonas Esteves, Jônatas Moreira, Loren Minzú, Luanda, Marie Hego, Rafael Amorim, Regina Pessoa, Sara Mosli,

Saulo Martins, Taf, Tainan Cabral e Vinícius Carvas. A exposição, dessa forma, reúne um total de 19 artistas atuantes no estado e que trabalham diferentes aspectos do universo da arte: desde o artista visual indígena Frank Baniwa, alcançando a artista francesa Marie Hego, que reside no Rio e atua como carnavalesca.


 

POÉTICAS DO AGORA

Mostra Edital Casa Europa apresenta um recorte atual da nova produção visual em desenvolvimento em diferentes áreas do estado, trazendo uma pluralidade de visões e expressões oriundas de diferentes setores sociais que nos constituem. Não tendo a pretensão de abarcar a totalidade das manifestações artísticas contemporâneas da região, esse recorte, entretanto, contempla aspectos novos da produção de arte que surgem e se desenvolvem em diferentes setores socioculturais: artistas que se dedicam a questões intrínsecas às favelas e periferias sociais, outros às questões de gênero, outros ainda a questões formais relativas ao universo da arte, discutindo linguagem e forma.



A mostra configura-se assim como um conjunto experimental, novo e contundente das imersões artísticas da atualidade. Reunindo diferentes linguagens, que vão dos procedimentos tradicionais, como a pintura, às práticas contemporâneas da vídeo-arte e instalação, a mostra proporciona ao visitante um panorama do pensamento estético contemporâneo, bem como das questões sociais, políticas e culturais do Brasil atual, em particular do estado do Rio de Janeiro, onde esses artistas residem e atuam.


A mostra permanecerá aberta para visitação até 31 de março, das 11h às 19h. A entrada é gratuita.



 

SERVIÇO

Abertura:


sábado, dia 27 de janeiro, de 15 às 19h


Exposição:

de 28 de janeiro a 31 de março de 2024 • ter a dom de 11h às 19h

Centro Cultural Justiça Federal • CCJF

Avenida Rio Branco, 241 – Centro • Rio de Janeiro

Entrada gratuita, sem agendamento


Curador da Exposição:

Evandro Salles


Realização:

Centro Cultural Justiça Federal • CCJF,

Goethe-Institut Rio de Janeiro,

Serviço de Cooperação e Ação Cultural do Consulado Geral da França no Rio de Janeiro

bottom of page